quarta-feira, outubro 12, 2011

A PSP está zarolha

O Expresso publica hoje uma notícia sobre uma investigação relacionada com tráfico de droga que culminou na descoberta de armas ilegais.E como? Por engano, claro:
O detentor das armas e das munições é um feirante de 21 anos, que foi intercetado pela DIC quando seguia numa viatura com um suspeito de tráfico, alvo inicial da investigação.
Ou seja, a polícia estava a investigar um suspeito de tráfico de droga e, quando o interceta não descobre nada relacionado com o tráfico de droga. Por acaso, o suspeito traficante estava acompanhado por um feirante que não era alvo de qualquer investigação mas, por acaso, até tinha armas ilegais na sua posse. Em buscas posteriores lá confirmaram a existência de mais armas e munições.
A nossa PSP é assim. Quando acertam, é por engano.
Podia ter corrido pior. Imagine-se lá que eles começavam a investigar um suspeito de terrorismo e quando descobriam explosivos na casa do suspeito, não podiam usá-los como prova em tribunal por não terem esperado pelo mandato de busca... aí o que lhes passava ao lado era o timing para acertarem em cheio. Mas, esperem... isso acontece é a GNR!
Isto é, a PSP descobre criminosos por engano e a GNR engana-se no dia e hora em que os descobre.

Sem comentários: