domingo, setembro 01, 2013

A tirana e o amuadinho

Cada vez que um homem arranja namorada nova ou leva a namorada e que ainda não se integrou no grupo de amigos, a uma festa ou qualquer outro tipo de evento, acaba por deixar bem claro que não pode ficar até ao fim por causa da respectiva.
Todos os machos que conheço fazem isto. Acabam sempre por deixar claro, de alguma forma, que, se estivessem sózinhos, passavam o dia, a tarde ou a noite toda com os amigos. Mas, quando a respectiva está presente e não se sente à vontade, as regras mudam... É o domínio da fêmea... a tirana!
Pelo contrário, as mulheres arranjam sempe uma forma de justificar uma saída precoce da festa. Às vezes, até é óbvio que o respectivo macho está cansado de ouvir conversa de fêmea... mas ela vai sempre encontrar uma justificação plausível e diplomática para sair antes das outras pessoas. A tirana é uma veradeira protectora... Defende sempre a vítima que tiraniza. Então se defende a vítima, se calhar não é bem uma tirana.
Nunca vi um leão dar banho a um antílope nem alimentá-lo antes de o caçar... Até faria sentido que o felino preferisse uma carne mais limpa e mais gorda porque seria mais nutritiva e eventualmente mais saborosa. Mas não.... no Reino dos animais irracionais isso não acontece.
Os homens conseguem sempre a proeza extraordinária de não serem o chato ou o "cortes". Mostrar que são bué divertidos alimenta a virilidade deles! As chatas são elas. As fêmeas são sempre picuinhas, enjoadinhas e aborrecidas... porque os machos as pintaram assim. Quando elas fizerem o mesmo e disserem às amigas "Oh Maria, adorei o jantar mas não podemos ficar porque amanhã temos coisas combinadas logo de manhã, estás a ver?", enquanto aponta para o macho só com os olhinhos para que não haja dúvidas de que a culpa é dele, aí certamente ficarão amuados. E talvez aí consigam perceber que não é muito viril, ser o amuadinho...

Sem comentários: