domingo, abril 20, 2014

Mas já não se pode gozar o fotógrafo amador que faz uns books assustadores a preços de amigo?

Esta semana abriu uma página no facebook chamada "Escrotos fotográficos". O nome é infeliz mas com 5000 likes nalgumas horas, o autor da página reconhecia que já era tarde para mudar.
A página reunia algumas fotos que estavam em páginas de pseudo-fotógrafos no Facebook .
Todas as fotos eram públicas e o autor da página fez questão de manter as fotos intactas com as assinaturas, marcas de água ou símbolos de copyright.
A especialidade destas fotos é que eram más. Mas hilariantes de más. De ir às lágrimas de tanto rir!
O autor acrescentava, na descrição da página, que as fotos publicadas não visavam gozar as modelos mas a má qualidade dos fotógrafos que tinham comprado uma máquina no OLX e pensavam que já eram profissionais.
Só para terem uma noção:



Este senhor não faz a mais pálida ideia do que anda a fazer mas esta foto, mesmo com esta edição bimba, é das menos divertidas. Toda a diversão está na página do facebook do sr. onde todas as fotos são públicas. Yay!
Os "Escrotos fotográficos" tiveram ainda o cuidado de publicarem uma foto duma jovem a pousar com um polvo. Porquê um polvo? Para imitar o Julian Murray? Há pessoal com uma auto-estima valente! Mas eu sou tão generosa, que até disponibilizo aqui a página.
Ora bem, o problema desta página foi o seu período de vida: inferior a 24 horas. Uma tristeza. Os comentários às fotos já eram tão divertidos com as próprias fotos.
Ah e tal, mas deve ter ferido a susceptibilidade de alguém que denunciou a página e kaput.
Então e o cyber bully? Ninguém pensa no cyber bully? E agora como é que vamos chorar a rir com o photoshop saloio que põe a foto duma criancinha com a boca aberta de onde sai essa mesma criancinha a descer um escorrega?
E a grávida com uma foto de fundo da sua prória barriga, de perfil, e com efeito espelho? Há lá coisa mais foleira?
Mas não... alguém tinha de denunciar a página e lá se foi a diversão.
Ninguém percebeu que o fundador desta página estava a fazer serviço público.
Estava a denunciar amadores incapazes, que nunca deveriam receber um tostão para tirar uma fotografia.
Desde que existe fotografia digital, estas aberrações não cessam de aparecer.
Tenho um exemplo duma noiva que contratou uns "fotógrafos" para lhe fazerem o casamento. Foram caros e tinham equpamento xpto por isso ela assumiu que eram fantásticos. Quando vi o resultado final, achei fantástico que não conseguissem fazer um enquadramento decente e que usassem uma objectiva olho de peixe para apanharem toda a gente numa fotografia de grupo. Mas... Tinham tantas lentes e foram tão caros que não podiam ser maus! E quem sou eu para contestar este argumento? Alguém que sabe tirar fotografias, querem ver?
Ora, como o público não tem conhecimentos suficientes para diferenciar o bom do fraquinho, é preciso deixarem o difícil trabalho de julgar a qualidade fotográfica dos wannabes para o resto da comunidade.
Enquanto impedirem a população de prestar este tipo de serviço público, continuarão a ser enganados e a fazerem figuras de ursos.

Sem comentários: